Policíais da ROCAM apreendem moto que ostentava placa sem registro e numeração suprimida
19 de julho de 2017 1153 Visualizações

Policíais da ROCAM apreendem moto que ostentava placa sem registro e numeração suprimida

Policiais Militares da ROCAM, os cabos Claudinei e Rodrigo Ribeiro, apresentaram no Plantão Policial uma motocicleta Yamaha XT 660, vermelha, que foi apreendida para melhor apuração sobre sua procedência.

Segundo consta, há cerca de 30 dias atrás o cabo Rodrigo Ribeiro visualizou uma motocicleta Yamaha XT 660, branca, que ostentava a mesma placa desta motocicleta XT 660, vermelha, e na ocasião ele realizou uma pesquisa sobre o numero daplaca da moto e o resultado apresentado foi de “numeração sem registro”.

Foi então passado aos Policiais Militares que em Barretos estava circulando uma motocicleta com estas características e a numeração daplaca constava como inexistente e desta vez os Policiais da ROCAM se encontravam nas proximidades do Terminal Rodoviário, mais precisamente na Rua 32 com a Avenida 37, quando visualizaram passando por lá uma moto Yamaha XT 660, vermelha, a qual era conduzida por uma mulher, e a moto ostentava a mesma placa verificada na moto XT 600, branca, que em pesquisa sua placa constou como inexistente.

A situação chamou a atenção dos Militares que deliberaram por fazer o acompanhamento junto à condutora damoto, que veio a estacionar na Avenida 33 entre as Ruas 28 e 30.

Assim que foi abordada, a condutora da moto se identificou como B.F.S., 21 anos, moradorano bairro Henriqueta, e quando indagada sobre a procedência da moto que ela conduzia a mulher afirmou que havia pegado a moto emprestada de um mecânico, pois havia deixado a sua moto na oficina para manutenção e como ela precisava ir até o prédio da antiga Prefeitura, utilizou aquele veículo.

Os policiais então solicitaram que ela informasse o nome do mecânico e da oficina em que ela havia deixado sua moto, tendo a mulher respondido que o mecânico é conhecido como “Pet” e a oficina seria na Avenida Messias Gonçalves.

Diante destas informações os policiais da ROCAM foram até a oficina apontada pela mulher e mantiveram contato com o proprietário, o qual afirmou que ali não havia nenhum mecânico com o nome “Pet”, e que também não havia nenhuma moto daquela mulher realizando manutenção na oficina.

Diante de sua contradição a mulher mudou a versão e disse aos policiais que na verdade há cerca de uma semana atrás ela realizou a troca de um veículo Gol, ano 1994, branco, por aquela motocicleta, sendo a moto adquirida junto a um indivíduo chamado “Peterson”.

Enquanto a mulher estava sendo interpelada pelos policiais, chegou ao local o marido dela, que se identificou como L.M.S., confirmando que a moto havia sido adquirida em uma troca com um veículo Gol e apresentando uma nota de leilão, que seria de uma motocicleta Yamaha XT 660, vermelha, porém o documento não apresentava a descrição damoto e continha rasuras, impedindo a identificação de quem a arrematou no leilão que havia sido realizado no dia 02/04/2013.

Também chamou a atenção dos policiais o fato de que o chassi damoto está com sua numeração toda suprimida, diferente de moto vendida em leilão, que possui os últimos quatro números intactos.

A moto também apresentava a numeração do motor, totalmente suprimida, o que foi determinante para que o veículo fosse recolhido a fim de ser constatada sua real procedência.

Foi elaborado um Auto de Apreensão e a moto foi recolhida ao pátio da Secretaria de trânsito.

Anterior Mulher registra queixa por calúnia
Next Furto em residência no bairro Henriqueta

Você pode gostar também

Policial

ESTADO de SÃO Paulo registra primeiros casos de feminicídio com mulheres como suspeitas

Primeiro caso ocorreu em Votuporanga quando mulher matou companheira a facadas no dia 17 de dezembro. Ela foi presa e assumiu o crime por ciúmes. Segundo caso ocorreu na Zona

Policial

REGIÃO: Assalto termina com 1 morto e outro ferido em posto de combustível

Suspeito chegou em bicicleta, entrou em luta corporal com frentista e fugiu levando malote. Atingido por tiro de raspão, gerente foi levado a hospital, mas não corre risco de morrer.

0 Comentário

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Você pode gostar também Comente sobre esta notícia.

Deixe uma resposta