Policíais da ROCAM apreendem moto que ostentava placa sem registro e numeração suprimida
19 de julho de 2017 446 Visualizações

Policíais da ROCAM apreendem moto que ostentava placa sem registro e numeração suprimida

Policiais Militares da ROCAM, os cabos Claudinei e Rodrigo Ribeiro, apresentaram no Plantão Policial uma motocicleta Yamaha XT 660, vermelha, que foi apreendida para melhor apuração sobre sua procedência.

Segundo consta, há cerca de 30 dias atrás o cabo Rodrigo Ribeiro visualizou uma motocicleta Yamaha XT 660, branca, que ostentava a mesma placa desta motocicleta XT 660, vermelha, e na ocasião ele realizou uma pesquisa sobre o numero daplaca da moto e o resultado apresentado foi de “numeração sem registro”.

Foi então passado aos Policiais Militares que em Barretos estava circulando uma motocicleta com estas características e a numeração daplaca constava como inexistente e desta vez os Policiais da ROCAM se encontravam nas proximidades do Terminal Rodoviário, mais precisamente na Rua 32 com a Avenida 37, quando visualizaram passando por lá uma moto Yamaha XT 660, vermelha, a qual era conduzida por uma mulher, e a moto ostentava a mesma placa verificada na moto XT 600, branca, que em pesquisa sua placa constou como inexistente.

A situação chamou a atenção dos Militares que deliberaram por fazer o acompanhamento junto à condutora damoto, que veio a estacionar na Avenida 33 entre as Ruas 28 e 30.

Assim que foi abordada, a condutora da moto se identificou como B.F.S., 21 anos, moradorano bairro Henriqueta, e quando indagada sobre a procedência da moto que ela conduzia a mulher afirmou que havia pegado a moto emprestada de um mecânico, pois havia deixado a sua moto na oficina para manutenção e como ela precisava ir até o prédio da antiga Prefeitura, utilizou aquele veículo.

Os policiais então solicitaram que ela informasse o nome do mecânico e da oficina em que ela havia deixado sua moto, tendo a mulher respondido que o mecânico é conhecido como “Pet” e a oficina seria na Avenida Messias Gonçalves.

Diante destas informações os policiais da ROCAM foram até a oficina apontada pela mulher e mantiveram contato com o proprietário, o qual afirmou que ali não havia nenhum mecânico com o nome “Pet”, e que também não havia nenhuma moto daquela mulher realizando manutenção na oficina.

Diante de sua contradição a mulher mudou a versão e disse aos policiais que na verdade há cerca de uma semana atrás ela realizou a troca de um veículo Gol, ano 1994, branco, por aquela motocicleta, sendo a moto adquirida junto a um indivíduo chamado “Peterson”.

Enquanto a mulher estava sendo interpelada pelos policiais, chegou ao local o marido dela, que se identificou como L.M.S., confirmando que a moto havia sido adquirida em uma troca com um veículo Gol e apresentando uma nota de leilão, que seria de uma motocicleta Yamaha XT 660, vermelha, porém o documento não apresentava a descrição damoto e continha rasuras, impedindo a identificação de quem a arrematou no leilão que havia sido realizado no dia 02/04/2013.

Também chamou a atenção dos policiais o fato de que o chassi damoto está com sua numeração toda suprimida, diferente de moto vendida em leilão, que possui os últimos quatro números intactos.

A moto também apresentava a numeração do motor, totalmente suprimida, o que foi determinante para que o veículo fosse recolhido a fim de ser constatada sua real procedência.

Foi elaborado um Auto de Apreensão e a moto foi recolhida ao pátio da Secretaria de trânsito.

Anterior Mulher registra queixa por calúnia
Next Furto em residência no bairro Henriqueta

Você pode gostar também

Policial

REGIÃO: Jovem atira quatro vezes contra sua companheira e depois se mata

Na noite de ontem (13), na Rua Joaquim Maltez, centro de Tabatinga, um jovem se matou depois de atirar contra sua companheira. Segundo o que foi apurado até agora, eram

Policial

REGIÃO: Idoso é empurrado e ameaçado por causa de acidente de trânsito

Após colidir em um veículo que estava atrás do seu, o idoso começou a ser ameaçado e até agredido pelo motorista do outro carro Um homem de 73 anos foi

Policial

BARRETOS: Coletor de lixo diz ter sido agredido por colega de trabalho

O coletor de lixo, senhor J.L.F.N.P., 28 anos, morador no bairro Zequinha Amêndola, informou na delegacia que ele executa o seu trabalho junto ao caminhão da coleta de lixo e