BARRETOS: Major Mauro perde cadeira de Deputado Estadual
20 de março de 2019 2474 Visualizações

BARRETOS: Major Mauro perde cadeira de Deputado Estadual

O vereador e ex-prefeito Dirceu Dalben, do PR de Sumaré, reconquistou ontem à noite no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), em Brasília (DF), o direito de assumir o mandato de deputado estadual na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo).

Dalben foi eleito em 2018 nas urnas com quase 80 mil votos, mas por causa de uma decisão na Justiça Eleitoral, que indeferiu sua candidatura após o pleito, o ex-prefeito tinha sido impedido de assumir o mandato na última sexta-feira, juntamente com os demais 93 parlamentares eleitos.

Dalben recorreu e teve seu recurso acatado em julgamento ontem no Tribunal, por 5 votos a 2.

No julgamento votaram com o relator, ministro Admar Gonzaga, (e favoráveis a Dalben) os ministros Tarcisio Vieira de Carvalho Neto, Alexandre de Moraes, Jorge Mussi e Luis Felipe Salomão.

Os ministros Edson Fachin e Rosa Weber (presidente do TSE) foram vencidos pela maioria, que acolheu os embargos de declaração com efeitos modificativos para deferir o registro de candidatura de Dalben.

A decisão favorável a Dalben deve ser comunicada de imediato ao TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo), para que a Justiça Eleitoral proceda a posse dele no cargo, no lugar de Mauro Alves Jr., primeiro suplente do PR que assumiu na última sexta na Alesp.

A notícia da decisão do TSE saiu ontem à noite, durante a sessão da Câmara de Sumaré. O presidente da Câmara, Willian Souza (PT), suspendeu momentaneamente a sessão, que era acompanhada por um grupo de servidores.

Sob aplausos e palavras de apoio, Dalben agradeceu a Deus e à sua família pela conquista do cargo.

“Sofri muito, como vocês estão sofrendo, e digo a todos: contem comigo. No dia 19 de dezembro, (o placar na primeira instância) foi 7 a 0 contra e alguns diziam que eu nunca iria reverter a situação, mas a última palavra é de Deus. A partir de agora, com a consciência tranquila e livre, (digo que) Sumaré tem deputado estadual”, discursou ele na Câmara.

ENTENDA O CASO

O ex-prefeito Dalben obteve 79.564 votos nas eleições de 2018, chegou a comemorar a vitória nas urnas e foi diplomado para o cargo pelo TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral) em dezembro.

Entretanto, devido a uma condenação na Justiça por improbidade administrativa, o MPE (Ministério Público Eleitoral) pediu a cassação do registro de sua candidatura, mas após as eleições.

O TRE-SP acatou o pedido da Promotoria Eleitoral e indeferiu o registro da candidatura de Dalben, nomeando para o seu lugar o primeiro suplente do PR, Mauro Alves dos Santos Jr., o “Major Mauro”, empossado na última sexta-feira (15) na Alesp.

Dalben recorreu da decisão no TSE, que começou a julgar o caso na semana passada. Após debate entre os ministros do tribunal, na última quarta-feira o julgamento do recurso de Dalben foi suspenso por um pedido de vistas (adiamento) do ministro Edson Fachin.

O julgamento voltou à pauta ontem, com resultado favorável a Dalben desta vez.

Com a ida de Dalben para o cargo, ainda em data a ser definida, quem assume a cadeira na Câmara de Sumaré é o suplente José Tavares de Siqueira (PPS).

FONTE: https://tododia.com.br/cidades/tse-reve-decisao-e-confirma-mandato-de-dalben-na-alesp/
Anterior BARRETOS: Prefeitura de Barretos anuncia geração de mais de 600 empregos com a chegada da Rede Atacadão
Next EMPREGO: VAGAS PARA HOJE 21/03/2019

Você pode gostar também

Política

ELEIÇÕES 2018: Carro de Som é proibido e veja demais mundanças

Como serão as regras para a eleição de 2018   Com aprovação de projetos de reforma política segue as regras para o pleito do ano 2018 .   Após meses

Política

ELEIÇÕES 2018: Partidos lançam 13 candidatos à Presidência da República

Com fim do prazo previsto na legislação eleitoral para definição dos candidatos que pretendem concorrer às eleições de outubro, 13 candidatos e seus vices confirmaram que vão disputar a Presidência da

Política

ELEIÇÕES: ELEITOR TEM 30 DIAS PARA TRANSFERIR O TITULO ELEITORAL

O prazo para procurar uma unidade da Justiça Eleitoral é 9 de maio. Cerca de 8 milhões de eleitores (5,4% do total) costumam justificar a ausência durante as eleições. Os

0 Comentário

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Você pode gostar também Comente sobre esta notícia.

Deixe uma resposta