12 de junho de 2017 0 1388 Visualizações

Vítima tem débitos indevidos em sua conta bancária

A assistente de vendas B.C.A., 18 anos, moradora no bairro Pedro Cavalini, informou que estava em sua residência, utilizando o computador no intuito de verificar a sua Conta Corrente no banco em que é cliente.

Disse a vítima que na primeira tentativa de acesso, a tela em que ela colocaria a senha, parou após a inserção da mesma.

Já na segunda tentativa a tela de acesso apagou, ficando desta forma por alguns segundos e depois reabriu.

Dois minutos depois a vítima recebeu uma ligação do banco informando sobre duas operações que foram efetuadas em sua conta corrente e que seu cartão estava sendo bloqueado.

Depois disso a vítima foi até a agência em que é cliente e verificou através de extrato bancário que realmente foram efetuadas duas transações, sendo uma delas referente ao pagamento de um boleto no valor de R$490.00 e a outra de recarga de celular no valor de R$300.00.

Por reconhecer como não sendo suas tais operações a vítima registrou os fatos na delegacia, sendo o caso encaminhado ao setor competente.

Fonte: Mazinho Dias

Anterior Adolescente de 17 anos é vítima de Lesão Corporal
Next Acidente entre carro e moto no bairro Marília

Você pode gostar também

Barretos

Mulher é agredida pelo namorado com golpes de capacete depois que eles perderam partida de truco

A vendedora A.B.P., 22 anos, esteve na delegacia noticiando que tem um relacionamento amoroso com o C.A.V., morador no bairro Luís Spina, há cerca de um ano. Disse a vítima

Policial

REGIÃO: Casal furta sete aparelhos celulares do Walmart

A Polícia Civil de Rio Preto tenta identificar um casal suspeito de furtar sete celulares, dentro da loja do Walmart, crime aconteceu durante a tarde de quarta-feira (20). Gerente da

Policial

OLÍMPIA: Caminhonete comprada com cheque sem fundos é recuperada

Policiais da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Rio Preto apreenderam em Olímpia, na terça-feira (21), uma caminhonete negociada com cheque cancelado. A vítima do golpe disse que queria vender