SAÚDE: Especialistas recomendam manutenção de ar-condicionado para evitar doenças respiratórias
11 de dezembro de 2018 239 Visualizações

SAÚDE: Especialistas recomendam manutenção de ar-condicionado para evitar doenças respiratórias

Segundo o médico otorrinolaringologista, a recomendação médica é que tanto em casa como no trabalho seja feita a manutenção com frequência.

A chegada do verão e altas temperaturas faz com que o uso de ar-condicionado fique frequente. Porém, para evitar o surgimento de doenças respiratórias nessa época do ano, é necessário que haja a limpeza nos aparelhos.

Segundo o médico otorrinolaringologista Salvador do Carmo Rodrigues, a recomendação médica é de que seja feita a manutenção nos carros, nos escritórios e, principalmente, em casa.

“Se você não faz a manutenção e a troca do filtro, pode acumular poeira do meio externo, ácaros, vírus, bactérias e fungos. Consequentemente, se não faz essa limpeza pode sofrer doenças respiratórias, como rinite, sinusite e até pneumonia”, conclui.

Em um salão de beleza, por exemplo, o ar-condicionado já havia sido limpo há seis meses, mas já acumulou sujeira. Os filtros, que são as placas que bloqueiam as impurezas, estavam cheios de poeira.

Segundo a Juliana Vieira Nunes Martins, que é dona de uma empresa de ar-condicionado, quando o aparelho está assim, significa que é o momento para limpá-lo.

“Já passou é da hora por causa do acúmulo de sujeira. Ela acumula no filtro e na hora de filtrar o ar acaba pingando. Como mexe com química, fica tudo acumulado dentro do aparelho, junto com a poeira”, conta.

Ela explica que o ar condicionado de casa deve ser limpo uma vez por ano. Já nos estabelecimentos comerciais essa manutenção depende do tipo de comércio, mas em geral a limpeza deve ser feita a cada seis meses.

Como limpar?
Para ajudar a manter o aparelho limpo, Juliana Vieira recomenda que as pessoas lavem o filtro com água e sabão pelo menos uma vez por mês. Esse cuidado ajuda a evitar um gasto maior.

“A poeira acaba danificando um monte de peça. Pode queimar placa, turbina e, com isso, o gasto vai ser maior”, afirma.
Segundo a farmacêutica homeopata Izildinha Campos, no local há um cronograma de limpeza para evitar contaminações.

“A limpeza é quinzenal. A empresa de manutenção de ar-condicionado faz a cada 3 meses e a cada seis meses retiraram o aparelho, levam para a oficina e desmontam completamente e lavam”, conta.

Além disso, o ar-condicionado do carro também precisa de cuidados. Nesse caso, o ideal é realizar a troca a cada seis meses, independente da marca ou modelo do veículo.

Anderson Carlos da Costa é instalador de acessórios e conta que faz pelo menos três trocas de filtros por dia. Mas com a chegada do verão a procura por esse serviço é maior.

“Quando o verão chega e começa a esquentar, o pessoal lembra de usar o ar condicionado”, conta.

Além da troca do filtro de ar, o ideal é fazer uma higienização de todo o sistema de refrigeração para evitar o acúmulo de fungos e bactérias no carro.

Fonte: G1
Anterior BARRETOS: Policia localiza carro havia sido roubado em residência de idosos
Next BARRETOS: Casa e empresa de presidente da Câmara são alvos da PF na Operação Ross

Você pode gostar também

Policial

REGIÃO: Noiva teve menos de 1 min para sair da aeronave antes da explosão

Um helicóptero que transportava uma noiva para a festa de casamento caiu no fim na tarde de sábado (5), em Vinhedo (SP), na região do Altos do Morumbi. Segundo o

Policial

BARRETOS: Mulher vem recebendo ameaças através de mensagens

Uma mulher de 38 anos, moradora no Residencial Minerva, esteve na delegacia e noticiou que desde o dia 30/01/2018, ela vem recebendo mensagens que ofende seu decoro e sua reputação,

Barretos

EMPREGO: VAGAS DISPONÍVEIS PARA HOJE 03/02/2018

ATENÇÃO:  O ATENDIMENTO AS VAGAS DE EMPREGO SERÃO FEITAS EXCLUSIVAMENTE NO POUPATEMPO – LOCALIZADO AO LADO DO NORTH SHOPPING DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA: DAS 8H00 AS 17H00 E AOS SÁBADOS:

0 Comentário

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Você pode gostar também Comente sobre esta notícia.

Deixe uma resposta