REGIÃO: Polícia investiga morte de homem de 39 anos
31 de julho de 2020 550 Visualizações

REGIÃO: Polícia investiga morte de homem de 39 anos

A causa da morte de um homem, de 39 anos, será investigada pela Polícia Civil de Rio Preto. O autônomo Renato Amecussi Biscassi passou mal na casa dele, no bairro Nova Esperança, durante a madrugada desta sexta-feira (31) e acabou morrendo na sala.

A mulher dele, de 42 anos, acionou a Polícia Militar, que informou a equipe plantonista da Central de Flagrantes. De acordo com o boletim de ocorrência, a companheira de Renato contou que eles estavam em um bar nos fundos da residência deles, quando ele passou mal. O autônomo, então foi para a casa dele.

Renato reclamou de estar sentindo dores no peito e caiu no chão. A mulher pediu socorro ao Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e um médico que esteve na casa constatou a morte e informou na guia de encaminhamento que ele morreu por causas externas, considerando a morte como suspeita e acionando a perícia para o local.

Ainda segundo o registro policial, a mulher contou que Renato não fazia uso de medicações e não tinha nenhum problema de saúde.

 

Fonte: DHoje Interior

Anterior BARRETOS: Doceiro é preso traficando cocaína no bairro Luís Spina
Next BARRETOS: Homem é preso por furtar estabelecimentos

Você pode gostar também

Sem categoria

BARRETOS: Câmeras flagram furto em caminhão

Morador na Avenida Messias Gonçalves o motorista A.M.S., 55 anos, informou no Distrito Policial que ele deixou seu caminhão Scânia, ano 1989, devidamente estacionado e trancado em frente a sua

Sem categoria

BARRETOS: Idosa tem compras indevidas com seu cartão e toma prejuízo de quase 9 mil

­ Uma senhora de 89 anos, moradora na Avenida 27, bairro São José, esteve na delegacia acompanhada por sua filha, e ela informou que ela foi até a agência bancária

Sem categoria

REGIÃO: Passageira xinga motorista de app de ‘negro sujo’

O motorista de aplicativo J.C.P., 51, residente no Jardim Maria Lúcia, na Região Norte de Rio Preto, denunciou à Polícia Civil ter sido vítima de injúria racial. De acordo com

0 Comentário

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Você pode gostar também Comente sobre esta notícia.

Deixe uma resposta