Operação Delta Fake: 13 foram presos suspeitos de fraude
20 de junho de 2017 3492 Visualizações

Operação Delta Fake: 13 foram presos suspeitos de fraude

Destes, três são servidores do DETRAN que já estão afastados dos cargos.

Dinheiro e armas apreendidas na operação Delta Fake, deflagrada pela Polícia Civil de Bebedouro (Foto: Divulgação/Deinter-3).

A operação Delta Fake, deflagrada na última segunda-feira (19), em Bebedouro, continua sendo cumprida na região. Até o momento, 29 pessoas prestaram esclarecimentos à Polícia Civil, sendo 16 mandados de condução coercitiva – forma impositiva de colher depoimentos – e 13 prisões temporárias. Três delas são funcionários do DETRAN que já estão afastadas dos cargos.

Leia mais:

Segundo o Deinter-3 (Departamento de Polícia Judiciária), foram cerca de seis meses de investigação, a fim de desmantelar um esquema ilícito de “venda” de facilidades nos exames práticos para tirar CNH em sete cidades: Colombia, Barretos, Jaborandi, Olímpia, Colina, Guaíra e Bebedouro.

Na casa de um dos suspeitos, R$ 10 mil em notas trocadas foram apreendidas, além de dois revolveres em um segundo endereço – este foi indiciado por porte ilegal de armas. Detalhes da operação, nomes, funções em que operavam e sexo dos presos ainda não foram divulgados.

Em entrevista ao A Gazeta de Barretos Regional, publicada na edição desta terça-feira (20), o delegado João Osinski Junior explicou: “Existia uma grande preocupação porque o foco do esquema eram habilitações D e E [para condutores de ônibus e caminhão, respectivamente]”.

Outro lado

Por meio de nota, o Detran (Departamento Estadual de Trânsito) informou que os servidores vão responder a processo administrativo. “Se forem comprovadas irregularidades, poderão ser exonerados”. Já as autoescolas possivelmente envolvidas no esquema poderão ser descredenciadas. O Detran reiterou o compromisso de combater qualquer irregularidade.

Significado

O nome da operação é alusivo ao fato de que Delta representa a letra “D” no alfabeto fonético da polícia, que corresponde a uma das principais categorias da CNH com suspeita de fraude.

Também há a suspeita de que os alvos da operação se identificariam como delegados para a conferência de supostos valores indevidos. No meio policial, contudo, os delegados de polícia são conhecidos como “Deltas”.

Já o termo Fake significa algo que é falso ou é usado para definir um falso perfil em redes sociais.

Anterior Bomba estoura durante show e revolta dupla rio-pretense
Next Trabalhador tem até dia 30 para sacar o abono

Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/storage/4/97/12/agazetadebarretos/public_html/wp-content/themes/trendyblog-theme/includes/single/post-tags-categories.php on line 7

Você pode gostar também

Policial

BARRETOS: Homem agride a própria mãe no bairro Santa Terezinha

Uma mulher de 47 anos, moradora na Travessa Noroeste, bairro Santa Terezinha, informou na delegacia que ela vem tendo problemas de relacionamento com seu filho, L.F.S., 22 anos, o qual

Barretos

BARRETOS: Dois homens são presos por porte ilegal de arma de fogo

Os Policiais Militares, cabos Advaldo e Roberval, presentaram presos no Plantão Policial um homem de 50 anos e outro de 32 anos, pelo crime de Porte ilegal de arma de

Policial

BARRETOS: Auxiliar de mecânico é preso traficando maconha e crack no bairro Henriqueta

O auxiliar de mecânico R.F.C., 34 anos, morador no bairro Santa Helena, foi preso pelos Policiais Militares, tenente Ricobello e cabo Reis, os quais o surpreenderam praticando o tráfico de

0 Comentário

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Você pode gostar também Comente sobre esta notícia.

Deixe uma resposta