Nota Oficial da Prefeitura sobre a morte de criança em creche municipal
12 de julho de 2017 1709 Visualizações

Nota Oficial da Prefeitura sobre a morte de criança em creche municipal

Nota oficial

A Prefeitura de Barretos está dando toda assistência à família da criança Lívia Miranda Sartori de Carvalho, de sete meses incompletos, que teve óbito constatado na Santa Casa de Misericórdia na tarde desta quarta feira, 12 de julho/2017. A criança não acordou do descanso junto com as outras na CEMEI/creche Mãe Comerciária e foi inicialmente atendida por uma equipe do SAMU, após solicitação da direção da unidade de educação infantil.
A equipe do SAMU iniciou os procedimentos de reanimação e encaminhou a criança para a Santa Casa, onde deu entrada às 14h24. Segundo funcionários da creche, a criança não apresentou nenhum sinal de doença ou comportamento anormal até adormecer. A Prefeitura está aguardando o resultado da perícia com a definição da causa da morte para avaliar a situação.

O Jornal A Gazeta de Barretos deixa aqui nossos pêsames aos familiares pela sua perda. Posso imaginar o tamanho da sua dor, mas tenha força e não perca a esperança de um reencontro na eternidade”.

Anterior Motociclista sofre ferimentos após atropelar cachorro
Next Em 40 dias, Barretos e região registra onze assassinatos

Você pode gostar também

Policial

BARRETOS: Desentendimento, ameaça e dano em bar no bairro São Francisco

No Plantão Policial estiveram as vítimas A.C.S.J., mulher, 41 anos e D.S.L., mulher, 40 anos, ambas moradoras no bairro Exposição, e elas relataram que são conviventes, e se encontravam em

Policial

BARRETOS: Servente é preso depois de furtar roupas em loja no centro da cidade

Um homem de 32 anos, servente, morador no bairro Christiano Carvalho, e que foi identificado como L.C.A., foi preso pela Policia Militar, após furtar algumas peças de roupas em uma

Social

REGIÃO: Saidinha vai liberar 1,6 mil presos do CPP

Detentas vão sair quinta-feira e os homens serão liberados na sexta-feira, mas todos terão de retornar no prazo de sete dias Subiu de 1.107 para 1.608 o número de detentos