No inverno seu amigo precisa de carinho e cama quente
29 de julho de 2017 232 Visualizações

No inverno seu amigo precisa de carinho e cama quente

O Norte paulista é uma região quente na maior parte do tempo. Assim como as pessoas, os pets que nasceram e moram aqui também estão acostumados ao calor e, quando as temperaturas despencam, mesmo que por somente alguns dias, o frio torna-se um castigo. Se seu amigo de pelos, penas e outras peles não é de origem de países onde o inverso é rigoroso, é importante tomar alguns cuidados para que ele fique bem.

Nestes dias frios, é preciso providenciar um abrigo quente e confortável seu pet. Alguns animais podem ser abrigados dentro de casa, mas há casos em que isso é inviável, principalmente quando o cão é grande ou não acostumado ao ambiente doméstico.

Neste caso, uma solução é providenciar um abrigo externo com alguns cuidados. É importante que ele não seja apertado demais, tenha cobertura e laterais resistentes. O animal deve conseguir ficar em pé em seu interior.

Veja se a porta do abrigo não está voltada para o vento e se, em caso de chuva, a entrada não ficará inundada. E, é claro, cuide para que seu interior esteja sempre limpo, seco e livre de odores fortes.

Alimentação
Comida e água merecem atenção especial. 

No inverno, os amiguinhos precisam de mais energia para manter o corpo aquecido. Se o animal passa boa parte do dia e da noite em áreas abertas, o ideal é que ele receba rações mais calóricas. Mas se na maior parte do tempo ele está dentro de casa, a alimentação deve ser mais controlada, pois ele tende a fazer menos exercícios. Consulte um veterinário e veja qual a quantidade e o tipo ideal de alimentação para que seu animal não perca muito peso nem fique obeso.

Mesmo no frio, a hidratação é fundamental. A água deve ser limpa e fresca. O recipiente não deve ficar dentro do abrigo do animal, para evitar que um derramamento acidental deixe a casinha molhada e esfrie o corpo do bichinho.

Outros cuidados

Muito cuidado na hora de sair com o carro. É comum que gatos e outros pequenos animais procurem fontes de calor para se abrigar, inclusive o motor de automóveis. É importante certificar-se que não há nenhum hóspede oculto sob o capô de seu veículo para evitar um acidente que possa machucá-lo ou até mesmo matá-lo. Isso pode ser evitado batendo no capô do veículo ou tocando a buzina algumas vezes, antes de dar a partida.

E não se esqueça: mesmo no frio, o calor do carinho do dono é sempre o mais importante para o bichinho. Não economize no tempo compartilhado com o pet. Seu amigo agradece.

Veja o vídeo:

Neste inverno ou em qualquer estação, é só escolher o look que mais combina com seu pet!Nossa gerente, Marisa, deu várias dicas no programa SBT e Você do SBT Interior! Confira!

Publicado por Multistok Petstok em Segunda, 24 de julho de 2017

 

Anterior Pescador é preso dirigindo carro com placa adulterada
Next Homem que matou a mulher em Alagoas e se escondia em Olímpia

Você pode gostar também

Saúde

MINISTÉRIO DA SAÚDE: Campanha para aumentar número de jovens vacinados contra o HPV

Objetivo é vacinar 10 milhões de meninos e meninas contra o vírus em 2018. Campanha também incluirá reforço de dose contra meningite C. Ministério da Saúde espera vacinar 10 milhões

Barretos

BARRETOS: Indenização de R$ 70 milhões do caso Shell/Basf é destinada a pesquisa e exames contra o câncer

Verba do maior acordo trabalhista brasileiro possibilitou ao Hospital de Amor construir um centro de estudos científicos, uma unidade de diagnóstico e cinco carretas para exames gratuitos. Um centro de

Saúde

SAUDE: Vacina da febre amarela – principais efeitos adversos

Milhares de pessoas – dentre as quais idosos e crianças pequenas – chegam de madrugada para pegar uma senha e um lugar nas filas intermináveis para receber a vacina da