Furto de balizas de exames de Habilitação
18 de julho de 2017 452 Visualizações

Furto de balizas de exames de Habilitação

O motorista A.M.S., 39 anos, esteve na delegacia informando ser proprietário de uma Auto Escola em Barretos e segundo a vítima ele tem por hábito deixar seis balizas, que são utilizadas nas aulas e exames, acorrentadas nas arvores existentes na Avenida 7 entre as Ruas 4 e 12, e

na data do registro da ocorrência ele passou pelo local e deu pela falta de três balizas.

A vítima foi verificar melhor e constatou que as balizas haviam sido arrancadas das arvores sem haver o corte ou arrombamento do cadeado e em seguida as balizas foram jogadas no córrego, porém, apenas duas foram localizadas, presumindo-se que a terceira tenha sido furtada.

A vítima então pegou as duas balizas que estavam no córrego e as acorrentou na mesma árvore, observando que elas tiveram os cabos quebrados.

Por fim foi relatado pela vítima que ele encontrou próximo a arvore onde as balizas estavam acorrentadas, uma carteira de couro, preta, jogada ao chão, em estado de abandono, tendo em seu interior um cartão bancário, outro tipo de cartão e a foto de um casal.

O caso foi encaminhado ao setor de investigação.

Anterior Vítima surpreende indivíduo furtando peças e ferramentas no quintal de sua residência
Next Captura de procurado

Você pode gostar também

Barretos

BARRETOS: Ladrões ameaçam idoso e furtam galinhas de sua criação

O senhor J.C.M., 73 anos, noticiou na delegacia que reside no bairro São Francisco, onde possui cachorros e tem uma criação de galinha, sendo que na data dos fatos, em

Policial

BARRETOS: Ladrão aborda senhora e rouba seu aparelho celular no Jardim Soares

Uma senhora de 62 anos, que trabalha como lavradora rural esteve na delegacia relatando que ela estava sentada em frente a uma Casa de Apoio instalada na Avenida Ranulfo Prata,

Policial

REGIONAL: Corpo de comerciante desaparecido é encontrado em Rio Preto

Corpo de comerciante que havia desaparecido na manhã de ontem foi encontrado hoje na represa municipal por volta das 11h da manhã. O comerciante J.M. de 86 anos saiu de