Estudante morre após atropelar cavalo na rodovia
6 de junho de 2017 1483 Visualizações

Estudante morre após atropelar cavalo na rodovia

Um estudante de 30 anos morreu na noite de segunda-feira, após o carro que dirigia atropelar um cavalo que estava solto na rodovia Washington Luís, no trecho entre Rio Preto e Mirassol.

Morador de Mirassol, Wangley Wilson Carvalho foi lançado para fora do veículo e sofreu traumatismo craniano.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Estadual, o cavalo estava pastando pela pista, o que obrigou muitos motoristas a fazerem manobras repentinas para não colidir com o animal.

Nesta manobra, Wangley perdeu o controle da direção do carro, após colidir com o cavalo e acabou capotando no canteiro central da Washington Luís. Devido a violência do impacto, o capô do carro chegou a se desprender.

Os policiais rodoviários também tentaram socorrer o cavalo, mas o animal não suportou os ferimentos provocados pelo atropelamento.

Um inquérito policial será aberto para investigar quem seria o dono do cavalo que provocou o acidente, porque ele será responsabilizado pela morte do motorista. Propriedades rurais da imediações da pista serão checadas pela polícia.

Anterior JBS vende para a Minerva negócios na Argentina, Paraguai e Uruguai
Next Sem Habilitação, motorista foge da policia que precisou efetuar tiros contra o motor do carro a fim de evitar um grande acidente

Você pode gostar também

Barretos

BARRETOS: Mulher tem prejuízo de mais de três mil ao tentar empréstimo de 10 mil pela internet

A Polícia Civil de Barretos vem chamando a atenção da população para que as pessoas fiquem mais atentas a golpes praticados por estelionatários que, pela internet, vem oferecendo condições de

Barretos

BARRETOS: Mulher é vítima de violência doméstica no bairro Luís Spina

Moradora no bairro Luís Spina, a vítima L.R.M., mulher, 20 anos, informou na delegacia que ela é casada com o G.A.S., 23 anos, há cerca de quatro anos e desta

Barretos

BARRETOS: Armado com faca ladrão rouba mulher na Rua 22 com as Avenidas 1 e 3

Uma mulher de 25 anos, promotora de eventos, e que se identificou como A.C.S., moradora na Rua 16, bairro Ibirapuera, esteve no Distrito Policial e noticiou que trafegava com sua

0 Comentário

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Você pode gostar também Comente sobre esta notícia.

Deixe uma resposta