Estudante é agredida na Avenida Messias Gonçalves
30 de junho de 2017 5127 Visualizações

Estudante é agredida na Avenida Messias Gonçalves

A estudante V.R., 17 anos, moradora no bairro Clementina, esteve no Plantão Policial informando que ela trafegava de bicicleta pela Avenida Messias Gonçalves, próximo a igreja Bom Jesus, em companhia de sua irmã, quando então seu ex-namorado, identificado com o J.F.R., 19 anos, se aproximou a começou a puxar o seu cabelo com força.
Neste momento a estudante desceu da bicicleta e então o rapaz pegou a bicicleta e jogou em sua direção, porém, não conseguiu acertá-la, e em seguida ele lhe aplicou uma rasteira, fazendo com que a estudante caísse ao solo e machucasse o cotovelo direito.
Com a chegada de populares para prestar socorro para a vítima, o rapaz evadiu-se do local, não sendo mais localizado.
Informou a estudante que o autor é usuário de drogas e não aceita o fato de que ela não quer mais se relacionar com ele.
Foi expedida guia de exame para a estudante, sendo o caso encaminhado ao setor competente.

Anterior ACIDENTE ENTRE DOIS ÔNIBUS DA USINA GUAÍRA DEIXA VÁRIOS FERIDOS 
Next Policia Militar apreende menor, cocaína, maconha, munições e dinheiro no Jardim Arizona

Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/storage/4/97/12/agazetadebarretos/public_html/wp-content/themes/trendyblog-theme/includes/single/post-tags-categories.php on line 7

Você pode gostar também

Barretos

BARRETOS: Mulher registra queixa de furto contra ex-namorado

  Na delegacia esteve a Técnica em Radiologia G.O.B., 37 anos, moradora na Avenida 35, informando que foi namorada do I.L., 39 anos, por cerca de nove meses e durante

Barretos

BARRETOS: Fuga do local do acidente na 33 na esquina com a 20

­ Na delegacia esteve o contador J.B.F., 38 anos, na Rua 28, centro cidade, informando que trafegava com seu veículo Prisma, ano 2015, preto, pela Avenida 33, sentindo bairro/centro, quando

Barretos

BARRETOS: Professora tem cartão clonado e autor realiza compras indevidas

A professora C.R.F.G., 49 anos, moradora no bairro América, foi até a delegacia e relatou que ela verificou o extrato de seu cartão de crédito e constatou que haviam sido

0 Comentário

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Você pode gostar também Comente sobre esta notícia.

Deixe uma resposta