Estado anuncia concurso para 2,4 mil vagas
25 de julho de 2017 552 Visualizações

Estado anuncia concurso para 2,4 mil vagas

governador Geraldo Alckmin (PSDB) autorizou a abertura de concurso público para a contratação de 2.421 policiais militares. A medida faze parte de um pacote de medidas anunciado pelo tucano voltado à segurança pública.

Ele assinou ainda decreto que reduz o tempo para que aspirantes da Polícia Militar sejam promovidos a oficiais, além de entregar 72 novas viaturas, que reforçarão a frota na capital.

“As três ações ampliarão muito a segurança pública na região metropolitana de São Paulo. É uma alegria tomar simultaneamente todas essas medidas para o território paulista”, afirmou o governador, em cerimônia realizada no Palácio dos Bandeirantes.

As viaturas foram adquiridas por R$ 5,9 milhões, recolhidos por meio de infrações aplicadas na cidade de São Paulo. O investimento é fruto de um convênio para fiscalização do trânsito firmado com o município.

Do total de carros, 50 serão destinados ao Comando de Policiamento da Capital (CPC), que as distribuirá para os batalhões responsáveis pelo patrulhamento nas zonas norte, oeste, leste e sul da capital. Os outros 22 veículos irão para o Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran), que atua em toda cidade.

Saiba mais no vídeo:

Concursos

Durante a solenidade, foi anunciada a autorização para abertura de dois concursos públicos, que oferecerão 2.200 vagas para soldado de 2ª classe e 221 para aluno-oficial da PM.

A formação do soldado no curso superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública tem um ano de duração, na Escola Superior de Soldados. O policial atua diretamente nas ruas, nos diversos programas de patrulhamento preventivo e ostensivo. A remuneração inicial é de R$ 2.992,54, já incluso o adicional de insalubridade de R$ 634,78.

Já a formação do oficial no curso de bacharelado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública leva aproximadamente três anos, na Academia de Polícia Militar do Barro Branco. Os oficiais da PM são responsáveis pela fiscalização, gestão e comando do efetivo que atua no policiamento. O salário inicial para o cargo é de R$ 2.946,54, com inclusão do adicional de insalubridade.

Oficiais

Ainda durante o evento, Alckmin anunciou a redução pela metade do tempo em que o aspirante a oficial, após a formatura, fica em estágio-probatório até a promoção para 2º tenente.

Atualmente, o aluno-oficial do Barro Branco se forma aspirante a oficial e fica um ano em estágio probatório, acompanhando unidades de patrulha nas regiões onde vai atuar, até a promoção a oficial – 2º tenente. Com a medida, esse prazo cairá para seis meses. A mudança já vai beneficiar os aspirantes a oficiais que se formaram em dezembro do ano passado e estão cumprindo estágio.

Investimentos

O Governo do Estado continua a investir no reforço dos recursos humanos e materiais das polícias. Somente para a PM, desde 2011, foram contratados 24.311 soldados e 1.945 bombeiros para as regiões do Estado.

Já estão em andamento concursos públicos para a contratação de 2.293 soldados e 74 tenentes-médicos. Além disso, estão em formação nas academias 421 soldados e 606 alunos-oficiais da PM.

Desde 2011, foram compradas 10.355 viaturas para reforçar a frota da Polícia Militar em todo o Estado de São Paulo. O valor do investimento foi de R$ 522 milhões.

Anterior Equipe do Canil apreende menor traficando drogas no bairro Dom Bosco
Next Jardineiro dá carona e tem celular furtado

Você pode gostar também

Primeira Página

Estado de São Paulo: Consulta ao IPVA já está disponível na internet

Os proprietários de veículos registrados no Estado de São Paulo podem conferir o valor do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2019, e inclusive fazer o pagamento,

Primeira Página

Mulher registra queixa por calúnia

Uma senhora de 55 anos, moradora no bairro Pereira informou na delegacia que ela estava em sua casa quando recebeu uma ligação em seu telefone fixo de um número restrito.

Primeira Página

SP: Juíza extingue ações anteriores à reforma trabalhista

Uma juíza de São Paulo extinguiu na última semana dezenas de ações ajuizadas antes de a reforma trabalhista entrar em vigor, no dia 11 deste mês, por considerar que as

0 Comentário

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Você pode gostar também Comente sobre esta notícia.

Deixe uma resposta