Danilo Gentili é condenado a prisão por ofensa contra deputada
10 de abril de 2019 837 Visualizações

Danilo Gentili é condenado a prisão por ofensa contra deputada

Justiça entendeu que humorista teve a intenção de humilhar Maria do Rosário em vídeo publicado na internet. Pena é de seis meses

 

A Justiça Federal em São Paulo condenou o humorista Danilo Gentili a pena de seis meses e 28 dias de prisão pelo crime de injúria contra a deputada Maria do Rosário (PT-RS).

A sentença foi confirmada nesta quarta-feira (10) pela juíza federal Maria Isabel do Prado, em uma ação (queixa-crime) proposta pela parlamentar.

Gentili poderá recorrer em liberdade.

Na decisão, a juíza Maria Isabel do Prado diz que a liberdade de expressão e de informação é um dos pilares do Estado de Direito, mas que existe uma linha ética contra os abusos.

A defesa do humorista sustentou que Danilo Gentili não teve a intenção de ofender a honra da deputada Maria do Rosário, mas a juíza não aceitou a alegação.  “Se a intenção do acusado não fosse a de ofender, achincalhar, humilhar, ao ser notificado pela Câmara dos Deputados, a qual lhe pediu apenas que retirasse a ofensa de sua conta do Twitter, o acusado poderia simplesmente ter discordado ou ter buscado a orientação jurídica de advogados para acionar pelo que entendesse ser seu direito”, afirmou Maria Isabel do Prado na sentença.

Em nota, a deputada Maria do Rosário disse que a decisão da Justiça é uma vitória da democracia e mostra a necessidade do respeito e do bom senso no debate público nas redes sociais e na vida. 

No Twitter, Danilo Gentili comentou a decisão da Justiça como uma pergunta.

Danilo Gentili @DaniloGentili
 

Quem vai me levar cigarro?

Jovem Pan FM @radiojovempan
 

Danilo Gentili é condenado a 6 meses de prisão por injúria contra Maria do Rosário.https://buff.ly/2Gh2uqh 

Ver imagem no Twitter
Anterior GUAÍRA: Homem morre prensado em usina açucareira
Next BARRETOS: Homem é preso e menor é detida com arma no bairro Luís Spina

Você pode gostar também

Primeira Página

Professora é agredida e estuprada após vendedor oferecer carona em Jales

Um vendedor de 51 anos foi preso em flagrante na noite de ontem (9) em Jales (SP) depois de sequestrar uma professora de 26 anos e a estuprá-la dentro de

Barretos

Mulher é encontrada nua e com sinais de violência física no bairro Alto Sumaré

No Plantão Policial estiveram as partes A.A.S., mulher, 44 anos, residente no bairro Monte Alegre e a Z.R.G.S., 35 anos, residente na cidade de Mogi Guaçu. As duas informaram que

Primeira Página

CONTRATA-SE: CONFIRA AS VAGAS DE TRABALHO PARA ESTA SEGUNDA FEIRA 06/10/2017

Estas vagas poderão sofrer cancelamento ou suspensão sem aviso prévio Atenção: O PAT não presta informações sobre as vagas por telefone, os interessados deverão comparecer pessoalmente a unidade. ATENÇÃO:  O

0 Comentário

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Você pode gostar também Comente sobre esta notícia.

Deixe uma resposta