Briga entre irmão termina em morte na cidade de Colômbia
6 de junho de 2017 7689 Visualizações

Briga entre irmão termina em morte na cidade de Colômbia

Uma briga entre irmãos terminou em tragédia na cidade de Colômbia, sendo a vítima morta com duas facadas durante a madrugada de segunda feira.

Segundo informações, Wanderson de Souza Camilo, 26 anos, consumia bebidas alcoólicas em companhia de seu irmão, Wilkerson Claiton Camilo, 37 anos, em uma residência na Rua Goiás, quando ambos vieram a se desentender, gerando uma discussão, sendo isso por volta da meia noite.

A discussão se estendeu para agressões físicas e os irmãos se armaram com faca, sendo ambos atingidos pelos golpes, porém a vítima Wilkerson Claiton Camilo, não resistiu aos ferimentos e faleceu, enquanto o autor,

também com ferimentos graves, foi socorrido até a Santa Casa de Barretos.

O crime deixou toda a família dos envolvidos abalada e para a policia ninguém sabia dizer quais foram às razões que deram inicio ao desentendimento entre os irmãos e segundo informações da Polícia Civil, as facas utilizadas na briga, não foram encontradas no local.

Fonte: Mazinho Dias

Anterior Após ameaçar mecânico homem é preso por porte ilegal de arma de fogo
Next Homem é vítima de maus tratos no bairro Monte Alegre

Você pode gostar também

Policial

Vítima tem prejuízo de quase 4 mil em sua conta bancária

O operador de caldeiras G.C.S., 39 anos, morador no Jardim Califórnia, noticiou no Plantão Policial que ele é cliente do banco Santander e neste final de semana ele foi até

Policial

BARRETOS: Professor é desacatado e entra em luta corporal com pai de aluna

Um homem de 35 anos, professor de música, esteve no Plantão Policial informando que ele estava aplicando aula na escola onde ele trabalha, ocasião em que por lá chegou o

Policial

Ladrões tentaram furtar agência bancaria em Barretos

Os Policiais Militares, cabos Pena e Antônio foram acionados a comparecerem até a agência bancária do Santander nas dependências do UNIFEB, onde foram informados pelo vigilante C.R.F., 63 anos, que