BRASIL: Museu de SP é acusado de pedofilia
30 de setembro de 2017 1264 Visualizações

BRASIL: Museu de SP é acusado de pedofilia

Nas redes sociais, grupos conservadores atacam Museu de Arte Moderna após divulgação de vídeo em que criança interage em performance com nudez
A performance do coreógrafo carioca Wagner Schwartz é uma leitura interpretativa da obra “Bicho”, de Lygia Clark

Em uma performance na abertura do 35º Panorama da Arte Brasileira, no Museu de Arte Moderna (MAM), em São Paulo, na última terça-feira, o artista fluminense Wagner Schwartz se apresentou nu, no centro de um tablado. Em vídeo que circula nas redes sociais, sob fortes críticas, uma menina que aparenta ter cerca de quatro anos aparece interagindo com o homem, que estava deitado de barriga para cima, com a genitália à mostra.

Publicado por Márcio Patrocinio em Sexta, 29 de setembro de 2017

 

Duas semanas depois de o banco Santander determinar o fechamento da exposição Queermuseu, em Porto Alegre, em meio a uma onda de críticas conservadoras, outra exposição artística se tornou alvo de protestos nas redes sociais. É a performance “La Bête”, apresentada pelo Museu de Arte Moderna (MAM) de São Paulo na Mostra Panorama da Arte Brasileira.

A performance, realizada pelo coreógrafo carioca Wagner Schwartz, é, segundo o MAM, uma leitura interpretativa da obra “Bicho”, de Lygia Clark, artista historicamente reconhecida por proposições artísticas interativas. Um vídeo divulgado nas redes sociais que viralizou na noite de quinta-feira 28 mostra um trecho da performance, na qual uma mulher e uma criança interagem com Schwartz, que se encontra deitado e nu. A garota toca os pés e a canela do coreógrafo.

Em nota, o MAM afirmou que a mulher que acompanhava a garota é sua mãe. Ainda segundo o museu, a sala onde a performance ocorreu “estava devidamente sinalizada sobre o teor da apresentação, incluindo a nudez artística” e o trabalho “não tem conteúdo erótico”.

A resposta do museu foi dada após inúmeras manifestações de indignação com o vídeo, lideradas por setores conservadores, como o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e o Movimento Brasil Livre (MBL).

Em um vídeo divulgado no Facebook, Bolsonaro afirmou que, no vídeo, “uma criança é estimulada a tocar homem nu ’em nome da Cultura'”, e atacou os envolvidos na performance. “Só tenho uma coisa a dizer a esse tipo de gente: ‘canalhas, mil vezes canalhas'”. E emendou com uma aparente ameaça: “A hora de vocês está chegando” 

 

Anterior ARARAQUARA: marido arranca parte do dedo da mulher no dente!
Next SOCIAL: Acontece hoje feijoada Beneficente no Parque do Peão.

Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/storage/4/97/12/agazetadebarretos/public_html/wp-content/themes/trendyblog-theme/includes/single/post-tags-categories.php on line 7

Você pode gostar também

Primeira Página

Furto em residência no bairro Clementina

Morador na Rua 04, bairro Clementina, a vítima E.G.S., 48 anos, informou no Distrito Policial que ele chegou em sua residência e verificou que a janela do quarto havia sido

Policial

Veículo atropela ‘múltiplas’ pessoas em Nova York; segundo a polícia, há vários mortos e feridos

Suspeito foi alvejado pela polícia e detido  Um veículo invadiu uma ciclovia e caminho de pedestres no sul de Manhattan, em Nova York, atropelando “múltiplas” pessoas na tarde desta terça-feira

Policial

TIROTEIO NO CENTRO DE OLÍMPIA – Morre em Barretos ex-PM que levou tiro na cabeça

(Leandro, baleado na cabeça, aguarda socorro) Morreu por volta dameia noite desta terça-feira (18) na Santa Casa de Barretos o ex-PM Leandro Ribas da Silva, 40 anos, morador de São José do Rio Preto, ele que durante o confronto no caso Euripinho acabou levando um tiro

0 Comentário

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Você pode gostar também Comente sobre esta notícia.

Deixe uma resposta