BARRETOS: Professor nega ter protocolado  requerimento com DENÚNCIA na Câmara Municipal e  afirma que assinatura em documento é FALSA
9 de fevereiro de 2019 766 Visualizações

BARRETOS: Professor nega ter protocolado requerimento com DENÚNCIA na Câmara Municipal e afirma que assinatura em documento é FALSA

Na delegacia esteve o professor M.D.M., 44 anos, morador no centro da cidade, noticiando que ele tomou conhecimento de que no dia 06 de fevereiro, foi protocolado um requerimento na Câmara Municipal de Barretos, onde foi usado o seu nome, Título de eleitor e CPF, fazendo denúncia sobre movimentação de valores em que o vereador Luiz Humberto de Campos Sarti-Kapetinha-, declarava em seu Imposto de Renda.

Ocorre que, segundo o professor, ele não protocolou e desconhece este requerimento que leva o seu nome, informando ainda que sua assinatura foi falsificada.

Ao final o professor confirmou ter dado entrada em vários requerimentos na Câmara Municipal, porém, nega que este tenha sido de sua autoria.

O caso foi encaminhado ao setor competente.

Anterior BARRETOS: Dano e perturbação de sossego no bairro Zequinha Amêndola
Next BARRETOS: Populares prestam socorro a idoso e ladrão de carteira é preso no centro

Você pode gostar também

Policial

REGIÃO: Homem furta doações do Hospital do Câncer e usa para comprar crack

Um morador de rua de 53 anos foi detido pela polícia depois de furtar todo o dinheiro de um cofre de arrecadações do Hospital do Câncer de Barretos que estava

Policial

BARRETOS: Aposentado é vítima de golpe, entrega cartão e tem prejuízo de R$500.00

Morador na Avenida 31, centro da cidade, o aposentado A.M.S., 67 anos, esteve no Distrito Policial acompanhado por sua esposa, e relatou que ele estava em sua casa quando recebeu

Barretos

BARRETOS: Pintor sofre queda de bicicleta e morre na Santa Casa de Barretos

Na delegacia esteve o senhor Silvio José, informando ser tio do pintor Júlio Cesar de Oliveira Brito, que residia na Rua 18, bairro Ibirapuera. Segundo informou o senhor Silvio, na

0 Comentário

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Você pode gostar também Comente sobre esta notícia.

Deixe uma resposta