BARRETOS: Compra e venda de veículo termina em ameaça, agressão e exercício arbitrário das próprias razões
14 de dezembro de 2018 747 Visualizações

BARRETOS: Compra e venda de veículo termina em ameaça, agressão e exercício arbitrário das próprias razões

Na delegacia estiveram às partes L.H.F., 25 anos, vendedor e o E.A.F.O., 63 anos, comerciante, tendo o vendedor informado que no dia 11/12, ele veio a Barretos para receber uma dívida relativa à venda de veículo feita ao comerciante E.A.F.O., e quando chegou ao estabelecimento dele, situado a Avenida 9 de julho, foi agredido verbalmente pelo comerciante, o qual afirmou que não iria pagar a dívida constituída com o vendedor e diante desta situação os dois começaram a discutir e se agrediram mutuamente, sendo que o comerciante lhe desferiu socos e em revide ele também desferiu socos no comerciante, e durante todo este período ele havia sido ameaçado de morte pelo comerciante, tendo entrado em vias de fato com ele e se retirado do local sem receber a dívida em sua totalidade, afirmando ainda que jamais tinha a pretensão de agredir o comerciante, vindo a sofrer escoriações pelo corpo ficando com algumas partes do corpo dolorido.

Ao final o vendedor salientou que a divida está rolando há mais de um ano e que ele já tentou por várias vezes o recebimento amigável, porém não obteve êxito.

Em seu relato o comerciante afirmou que realmente havia realizado um acordo comercial com o vendedor, pagando ele com um cheque preenchido no valor de R$46.000.00, porém, no dia do depósito o cheque voltou em razão de não haver dinheiro na conta, e então, no dia 30/11/, o vendedor foi até seu estabelecimento comercial querendo receber a quantia de R$46.000.00, e como ele (comerciante) se encontrava alterado, se retirou do estabelecimento e neste meio tempo o vendedor, em companhia de outras cinco pessoas, levou alguns carros de sua loja como forma de pagamento da divida, sendo isso permitido pelo seu sócio, que devido a toda situação, sentiu-se amedrontado com a atitude do vendedor.

De acordo com o comerciante, na ocasião foram levados uma caminhonete F.4000, ano 1980, um veículo Ecosporte, ano 2008 e um veículo Peugeot, ano 2008, e ainda assim, no mesmo dia, o vendedor voltou até seu estabelecimento querendo receber o valor de R$46.000.00, dizendo que não sairia dali se não recebesse esse valor, bem como ficava lhe ofendendo.

Em determinado momento, não suportando mais as ofensas, o comerciante passou a também ofender o vendedor, que então lhe agrediu com chutes, socos e estrangulamentos de pescoço, sendo as agressões cessadas somente depois que uma pessoa, identificada como N.H., conteve o agressor, porém, instantes depois o vendedor lhe seguiu e voltou a lhe agredir, jogando-o ao chão e desferindo chutes, sendo as agressões novamente cessadas depois da intervenção do N.H, momento em que o comerciante acionou o SAMU sendo levado até a Santa Casa onde foi atendido com escoriações e fortes dores pelo corpo.

Também foi relatado pelo comerciante que antes das agressões o vendedor o ameaçou, dizendo que sabe os locais onde o comerciante frequenta, entendendo o comerciante que o autor possa lhe causar algum mal, como por exemplo, lhe imputar agressões físicas como nesta ocasião.

Ao final o comerciante disse que o vendedor ainda levou mais dois veículos, sendo uma caminhonete estendida, ano 1996, e um Tempra, o qual ele havia comprado do vendedor pelo valor de R$15.000.00 e que agora ele levou, pelo valor de R$7.000.00, vindo ainda a negar que tivesse falado que não pagaria o vendedor e sim, que no momento, não possui os R$46.000.00, e que o vendedor não lhe entregou o cheque que havia sido devolvido pelo banco, o qual ele também não cobrou do vendedor.

As partes foram orientadas sobre prazo e trâmite para ofertarem representação, sendo o caso encaminhado ao setor competente.

Anterior BARRETOS: Dano em placas de jazigo no Cemitério Municipal
Next IMPOSTOS: IPVA ficará em média 3,34% mais barato em 2019

Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/storage/4/97/12/agazetadebarretos/public_html/wp-content/themes/trendyblog-theme/includes/single/post-tags-categories.php on line 7

Você pode gostar também

Policial

BARRETOS: Mulher é ameaçada de morte por desconhecido em seu local de trabalho

O construtor C.A.S.O., 55 anos, morador no bairro Zequinha Amêndola, informou no Distrito Policial que sua esposa estava no local de trabalho dela, uma loja no centro da cidade, quando

Barretos

BARRETOS: Desempregado é surpreendido pela vítima quando tentava furtar residência

O desempregado J.R.P.S., 27 anos, morador no bairro Derby Clube, foi preso pelos Policiais Militares, cabos Cláudio e Madeira, os quais relataram que a vítima J.A.A., açougueiro, 46 anos, também

Policial

REGIÃO: Motociclista morre após atropelar cavalo na Rodovia

Polícia Rodoviária diz que mulher que estava na garupa da moto foi socorrida com ferimentos leves. Animal invadiu a pista próximo à entrada do bairro Parque do Horto. Um motociclista

0 Comentário

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Você pode gostar também Comente sobre esta notícia.

Deixe uma resposta