Acusados por homicídio se apresentaram na delegacia de Guaíra
1 de junho de 2017 689 Visualizações

Acusados por homicídio se apresentaram na delegacia de Guaíra

Os três homens acusados de serem os responsáveis pelo crime de homicídio contra a vítima, identificada como “Juninho”, 35 anos, ocorrido há cerca de 13 dias, no bairro João Vacaro, na cidade de Guaíra, se entregaram ao Delegado, Dr. Rafael Faria Domingues, na delegacia da cidade.

Segundo consta, na data dos fatos, os autores, identificados como Luís Paulo, Luís Romerson e Tácio, agrediram a vítima a pauladas na residência dele, deixando-o com graves ferimentos, sendo a vítima encaminhada a Santa Casa da cidade de Barretos, onde veio a falecer.

Após o crime os três acusados fugiram e agora se apresentaram acompanhados por seus advogados.

Em depoimento os acusados afirmaram que “Juninho” teria aplicado um golpe no pai de um deles, prometendo uma propaganda inexistente durante a Festa do Peão pelo valor de R$ 650,00 e na ocasião os três se dirigiram até a residência da vítima para tentar reaver o valor, porém teriam sido recepcionados pela vítima que teria se armado de um pedaço de pau e partido para cima dos mesmos, que reagiram conseguindo desarmá-lo e acabando por golpeá-lo na cabeça.

Os três homens foram indiciados por homicídio e, por enquanto, responderão ao processo em liberdade.

Na ocasião o crime chocou a população de Guaíra pela violência nele empregada, sendo informado ainda que a vítima já tinha se envolvido anteriormente em golpes contra aposentados e trabalhadores na cidade.

Fonte: Mazinho Dias

Next Sem Habilitação, homem foge de Operação de trânsito e é detido na Região dos Lagos

Você pode gostar também

Policial

BARRETOS: Após compra de pneus, comerciante é ameaçado de “tomar um tiro na cara”

O comerciante J.C.L., 46 anos, esteve na delegacia informando que recentemente ele adquiriu de uma pessoa a quem ele identificou como “Gordão”, quatro pneus seminovos, todavia, segundo o comerciante, dois

Policial

SP: Jovem que torturou e queimou rival com cigarro é presa

Jovem foi identificada e presa após a Polícia Militar ser acionada para conter uma briga de casal. A jovem acusada de torturar e queimar uma menina em Praia Grande, no litoral

Policial

BARRETOS: Personal alega estar sendo ameaçado durante o exercício de seu trabalho

A vítima L.L.R., 37 anos, esteve no Distrito Policial noticiando que trabalha como personal, vez que é professor de Educação Física e está em dia com seus compromissos neste sentido,

0 Comentário

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Você pode gostar também Comente sobre esta notícia.

Deixe uma resposta